Tem dúvidas de como deve organizar a alimentação em casa?
Este é um espaço virtual focado na qualidade alimentar que a família deve praticar em casa, nas compras, na creche, na escola, no trabalho.
Aqui encontrará excelentes conselhos de Nutrição e também de Segurança Alimentar a seguir pelo consumidor para si e sobretudo para as suas crianças!

quarta-feira, 6 de maio de 2015

Queres sopa? Não!


Todos nós certamente conhecemos esta realidade e vivenciamos diariamente a recusa do consumo de sopa, seja por adultos ou crianças. E quando sabemos até a importância deste alimento na dieta e queremos respeitar este hábito, intrínseco à cultura portuguesa, e que tão bem encaixa no orçamento doméstico…O que se pode fazer?


Considero que há várias razões para perder o interesse pela sopa, sobre as quais vale a pena refletir:

1.      A sopa é monótona.
É muito comum verificar-se, em casa, um erro crasso: a sopa é preparada em grande quantidade procurando rentabilizar o tempo dispendido com a sua confeção. O resultado é desastroso: ao final de alguns dias, todos se cansam, e o restante alimento é inevitavelmente descartado. Além da perda nutricional e risco microbiológico que entretanto pode acumular;

2.      A sopa tem sempre o mesmo sabor.
Para simplificar, e poupar, a sopa tem vindo a ser um alimento encarado para reciclar tudo que é encontrado no frigorífico e precisa de um fim. Novo erro crasso. A sopa deve ter sempre uma apetência atrativa: uma textura leve e com base em legumes frescos. Compre menos, com mais frequência, e diversifique mais.

3.      Em casa, não há companhia para comer sopa.
Como as famílias conseguem implementar, com sucesso, o consumo de sopa pelas crianças se os adultos não lhes transmitem esse salutar hábito? Quando a sopa se repete dias a fio e a oferta alimentar paralela é tão interessante (e cómoda), é fácil declinarmos a sopa! Estará a fazer a melhor escolha para a sua saúde?

4.      Não há tempo.
Não há tempo para ir às compras, para fazer uma sopa rápida, para inovar na confeção, para partilhar o seu consumo…? Vivemos na era do fácil e rápido. Organize-se. Recorra aos legumes enlatados e/ou ultracongelados, de excelente qualidade, práticos e de custo acessível. Cozinhe com menos água: mais rápido e saudável. E aposte na qualidade dos ingredientes.

5.      Crie rotinas.
O ser humano favorece o hábito. Implemente o hábito da sopa: quente, fria, com carne ou só o osso. Com peixe ou só a cabeça. Com ovo ou só a gema. Com massinhas ou apenas cubos de pão. Com fruta. Com leguminosas. Com ervas aromáticas. À colher ou na caneca…Mas sempre, sempre, com originalidade e um sabor único, cada dia.


Portanto, na hora de perguntar “Queres sopa?”, não pergunte. Ofereça. E dê o exemplo. E coma a sopa com prazer. Na companhia dos seus. É saudável, sabe bem e recomenda-se!

E você... que receitas gostaria de ver aqui abordadas? Deixe o seu comentário.

Consultora em Segurança Alimentar doméstica


Receba as actualizações do Portal BabySOL®:

Introduza o seu email:


E você... que receitas gostaria de ver aqui abordadas? Deixe o seu comentário.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Comente este Blog.
A sua participação irá enriquecê-lo e promover novos conteúdos. Obrigada e...fique por perto!